Kris Meeke vai partir para o dia de amanhã na frente do rali depois de ter sido o mais rápido na super-especial de abertura da prova madeirense do IRC.



São dois Peugeot que estão na frente do Rali da Madeira, à frente dos dois Skoda oficiais. Kris Meeke, actual detentor do título, entrou muito bem e venceu a super-especial que abriu as hostilidades. Em plena Avenida do Mar, o piloto do 207 S2000 da Peugeot Reino Unido bateu Bruno Magalhães por 0,3s.

Mas no final, admitiu que naquele que considera “um dos ralis de asfalto mais difíceis do mundo, vai ser muito complicado acompanhar o Bruno”, piloto que considera favorito.

Em terceiro ficou Jan Kopecky, enquanto Juho Hanninen foi o quarto mais rápido, a 1,1 segundos do vencedor. Luca Rossetti, que está ao volante de um Fiat Punto S2000 preparado pela Procar, ficou em quinto.

Entre os concorrentes do “Nacional”, Bernardo Sousa foi o segundo mais rápido atrás de Bruno Magalhães e sétimo à geral. Miguel Campos completou o lote dos três primeiros.

Amanhã realizam-se doze classificativas com a primeira marcada para as 9h01, enquanto a derradeira especial do dia tem lugar às 18h39. No total, os pilotos cumprem 180,86km.

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes